• De extrema direita nos estados unidos decidiu intimidar os negros no dia da votação

  • Nos Estados Unidos, de extrema direita responderam ao apelo do candidato Donald Trump acompanhar a distúrbios no dia da votação. De acordo com eles, eles vão estar bairros onde vivem os negros. Na quinta-feira, 3 de novembro, informa o The Independent.

    Defensores de direitos humanos temem que, portanto, os extremistas vão intimidar eleitores-dos afro-americanos. De acordo com um dos moderadores ультраправого site The Right Stuff, em particular, o plano vão realizar em Filadélfia.

    "Alguns de nossos grupos são enviados em um gueto na Filadélfia (...) Acho que nós seremos capazes de fazer a maioria de ficar em casa. Antes de nos esforcemos para fazer isso", disse ele.

    Na quarta-feira foi conhecido, que radical ультраправая organização Ku-klux-klan gostaria de ver Trump seu presidente. Artigo em apoio republicano apareceu na primeira página do jornal oficial da organização The Crusader. "No geral, nós gostamos de seu nacionalistas olhares e palavras, o que é preciso fechar a fronteira para os estrangeiros-ilegais", escreve o autor do texto, o pastor Thomas Robb.

    A sede de campanha eleitoral Trump imediatamente fez fortes críticas artigo.

    Tradicionalmente por democratas votam minoria (por exemplo, nacional, atualmente há 30 por cento do número total de eleitores) e de mulheres, por republicanos — homens brancos.

    A eleição presidencial nos estados unidos é atribuído 8 de novembro, principal rival Trump — candidato do democratas Hillary Clinton. De acordo com os dados, que levam em 1 de novembro de pesquisadores da Real Clear Politics, Clinton à frente do Trump é de 2,4 por cento.

    http://lenta.ru

More news in the same category:

More Global News:

comments powered by Disqus